31 de Outubro, dia da REFORMA PROTESTANTE




Nada neste mundo é estático. As coisas mudam, sofrem a ação do tempo, deterioram-se. Casas, automóveis, instrumentos musicais, roupas. Na política fala-se de: reformas na previdência, nos atuais sistemas de tributação, na educação.

            A igreja, como instituição, precisa estar se auto avaliando, testando  estruturas de funcionamento para saber se está no caminho certo. “Examinem-se para ver se vocês estão na fé; provem-se a si mesmos. Não percebem que Cristo Jesus está em vocês? A não ser que tenham sido reprovados!” (2ª Co 13:5)

            No século XVI (16) o cristianismo viveu momentos sombrios. A igreja Romana se encontrava distanciada dos valores cristãos  transformado-se numa força meramente política, marcada pelo declínio do papado que gerava profunda insatisfação e  sede de mudanças, o que motivou Martinho Lutero a empreender esforços para reformar a Igreja. Seu trabalho foi, prioritariamente, dirigido ao resgate da doutrina bíblica da salvação pela fé e alguns outros temas secundários. Mas desde aquela época, estabeleceu-se o principio: “igreja reformada, sempre reformando”.

            Ao longo da história a igreja cristã tem registrado períodos de declínio e reavivamento. Movimentos missionários, pentecostais, calvinistas e arminianos  foram trazendo novo ânimo e disposição aos crentes para que deixassem sua zona de conforto e se dedicassem ao serviço da Obra da Evangelização Mundial.

            A Igreja “Vida em Cristo” nasceu de uma “pequena reforma”, quando a congregação de Santa Rita deixou o Ministério Cristo Vive no ano de 2007. Não houve mudanças na liturgia ou na doutrina, mas no relacionamento da igreja com a obra missionária e ação social. Surgiram assim a Base Missionária no Peru e a Associação Beneficente Educacional Vida em Cristo – ABEVEC.

            Não se preocupe, portanto, quando surge um novo ministério, ou desaparece um outro. Não se preocupe quando algum GF ou PG é encerrado ou alguma culto ou evento muda para outro dia da semana. Reformas são necessárias para otimizar nosso trabalho que é, essencialmente, FAZER DISCÍPULOS. Quando for essa a motivação, as reformas serão sempre bem vindas.



            Amo você



            Pr. Sérgio Marcos





INSTAGRAM FEED

@soratemplates